Olimpíadas 2016: Técnico alemão morto no RJ doa órgãos para brasileiros

Views:
Ex-atleta alemão e técnico da equipe de canoagem sofreu um acidente no Rio.




A família de Stefan Henze, ex-atleta e técnico da equipe alemã de canoagem que participava dos Jogos Rio 2016 decidiu doar seus órgãos. Henze sofreu um acidente de carro na última sexta-feira, 12, na Barra da Tijuca (RJ). Ele estava em um táxi, junto com Christian Käding, um integrante da delegação alemã de canoagem. Os dois voltavam para a Vila Olímpica. O veículo bateu em um poste na avenida das Américas. Chistian teve ferimentos leves, mas Henze teve traumatismo craniano e morreu, nesta segunda-feira, 15, no Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o taxista não seu entrada em nenhuma unidade de saúde do município. Logo após o acidente, Henze foi encaminhado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Por causa do grave traumatismo craniano, ele teve de ser transferido para o Miguel Couto, onde passou por uma cirurgia para aliviar a pressão intracraniana. Mas não resistiu e faleceu. A família do atleta autorizou então a doações dos órgãos dele.

E na madrugada desta terça-feira, 16, após quase cinco horas de cirurgia, o coração do ex-atleta alemão voltou a bater no peito de uma mulher que aguardava há um ano na fila de transplantes. A cirurgia foi realizada no Instituto Nacional de Cardiologia (INC), na zona Sul do Rio.


Andrey Monteiro, diretor do INC, informou ao jornal Extra que a paciente passa bem. O ex-atleta e técnico Henze ganhou a medalha de prata em canoagem slalom em Atenas-2004. Por meio de seu perfil no Twitter, a equipe alemã de canoagem prestou homenagem ao técnico: "Estamos profundamente entristecidos. Descanse em paz, Stefan, você permanecerá para sempre em nossos corações".
Share on Google Plus

About Redação Portal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário